SP: (11) 4810-2631 MG: (31) 3481-8119 Email: contato@asisprojetos.com.br

Governo que cobrar imposto específico de aplicativos

Diversas empresas, como Uber, Rappi e Netflix, entraram na mira da Associação Brasileira de Advocacia Tributária, a ABAT, que tenta incluir os aplicativos no projeto da reforma tributária que está em tramitação na Câmara e no Senado.De acordo com o deputado Hildo Rocha, do MDB do Maranhão, que será o presidente da comissão, os apps que se encaixam na categoria de prestação de serviços devem ser alvos de uma revisão tributária.

A proposta apresentada pela Abrat prevê que os aplicativos direcionem 5% de sua receita total para a Previdência Social. Além do direcionamento de receita, a proposta prevê a criação de faixas de contribuições sociais que devem ser cobradas com base nas folhas de pagamento de cada empresa. O valor a ser desembolsado se tornaria menor conforme o aumento no número de funcionários e da média salarial.

Fonte: FENACON/OLHAR DIGITAL
  Voltar ao Blog

Deixe seu comentário

SPED News | Todos os direitos reservados.