SP: (11) 3089-4746 MG: (31) 3481-8119 Email: contato@asisprojetos.com.br

Novas alterações nos benefícios de ICMS em São Paulo a partir de 1º.04.2021

O governo do Estado de São Paulo, publicou no apagar das luzes de 2020 diversos decretos que dispõe de novo pacote de alterações na legislação do ICMS, que entrarão em vigor a partir de 1º.04.2021.

Essas alterações, impactam os setores de veículos novos e usados, têxteis, carnes e o de laticínios por exemplo.

Lembrando que esses setores foram recentemente alterados pelo Decreto nº 65.255/2020 publicado em 16.10.2020, cujos efeitos vigoram a partir de 15.01.2021. Desta forma, o contribuinte deve ficar atento para as diferentes tributações que ocorrerão nos períodos de 01.01 até 14.01 e de 15.01 a 31.03.2021 e a partir de 1º.04.2021.

Veja resumo abaixo:

Segmentos Até 14.01.2021 De 15.01 a 31.03.2021 A partir de 1º.04.2021
Carnes – Aves/produtos  do abate (saída interestadual) – Alteração do percentual do crédito outorgado

(RICMS/SP, Anexo III, art. 27)

É permitido o crédito de 7% sobre o valor da saída interestadual. O crédito será de 5,6% sobre o valor da saída interestadual.

(Decreto nº 65.255/2020)

O crédito voltará a ser de 7% sobre o valor da saída interestadual.

(Decreto nº 65.451/2020)

Carnes – Aves/produtos do abate (saída interna e para o exterior) – Alteração do percentual do crédito outorgado

(RICMS/SP, Anexo III, art. 35)

É permitido o crédito de 5% sobre o valor da saída interna e para o exterior. O crédito será de 2,8% sobre o valor da saída interna e para o exterior.

(Decreto nº 65.255/2020)

O crédito voltará a ser de 5% sobre o valor da saída interna e para o exterior.

(Decreto nº 65.451/2020)

Carnes – Aves, leporídeo e gado bovino, bufalino, caprino, ovino ou suíno/produtos do abate (saída interna) – Alteração do percentual do crédito outorgado

(RICMS/SP, Anexo III, art. 40)

É permitido o crédito de 7% sobre o valor da saída interna. O crédito será de 5,6% sobre o valor da saída interna.

(Decreto nº 65.255/2020)

O crédito passará a ser de 5,9% sobre o valor da saída interna.

(Decreto nº 65.451/2020)

Carnes – Ave, leporídeo e gado bovino, bufalino, caprino, ovino ou suíno – Alteração do percentual de redução da base de cálculo

(RICMS/SP, Anexo II, art. 74)

A carga tributária é de 11%, quando a saída interna for destinada a consumidor final. A carga tributária será de 11,2%, quando a saída interna for destinada a consumidor final.

(Decreto nº 65.255/2020)

A carga tributária será de 12%, quando a saída interna for destinada a consumidor final.

(Decreto nº 65.452/2020)

Carnes – (açougues) – Majoração do percentual aplicado sobre a receita bruta mensal

(Decreto nº 62.647/2017)

O percentual é de 4,5% sobre a receita auferida no período. O percentual será de 4,7% sobre a receita auferida no período.

(Decreto nº 65.255/2020)

O percentual será de 5,5% sobre a receita auferida no período.

(Decreto nº 65.452/2020)

 

Carnes – (Hipermercados e supermercados)

Majoração do percentual aplicado sobre a receita bruta mensal

(Decreto nº 62.647/2017)

O percentual é de 4,5% sobre a receita auferida no período. O percentual será de 4,7% sobre a receita auferida no período.

(Decreto nº 65.255/2020)

O percentual será de 5,5% sobre a receita auferida no período.

(Decreto nº 65.452/2020)

 

Laticínios – Queijos – Alteração do percentual de crédito outorgado

(RICMS/SP, Anexo III, art. 24)

É permitido o crédito de até 12% do valor da saída do produto. O crédito será de 9,7% do valor da saída interna; 9,3% do valor da saída interestadual (alíquota de 12%); 5,5% do valor da saída interestadual (alíquota de 7%).

(Decreto nº 65.255/2020)

O crédito voltará a ser de 12%, relativamente às saídas internas ou interestadual das mercadorias que produzir.

(Decreto nº 65.450/2020)

Laticínios – Queijos – Revogação do benefício da Redução da base de cálculo

(RICMS/SP, Anexo II, art. 51)

A carga tributária é de 12%. A carga tributária será de 13,3%.

(Decreto nº 65.255/2020)

O benefício será revogado.

(Decreto nº 65.452/2020)

Laticínios – Leite longa vida – Alteração do percentual de crédito outorgado

(RICMS/SP, Anexo III, art. 32)

É permitido o crédito de 12% sobre o valor das saídas internas produzida no próprio estabelecimento. O crédito será 9,4% sobre o valor das saídas internas da referida mercadoria produzida no próprio estabelecimento.

(Decreto nº 65.255/2020)

O crédito voltará a ser de 12%, relativamente às saídas internas das mercadorias que produzir.

(Decreto nº 65.450/2020)

Laticínios – Iogurte e leite fermentado – Alteração do percentual de crédito outorgado

(RICMS/SP, Anexo III, art. 33)

É permitido o crédito de 12% sobre o valor das saídas internas produzida no próprio estabelecimento. O crédito será 9,4% sobre o valor das saídas internas da referida mercadoria produzida no próprio estabelecimento.

(Decreto nº 65.255/2020)

O crédito voltará a ser de 12%, relativamente às saídas internas das mercadorias que produzir.

(Decreto nº 65.450/2020)

Produtos têxteis – Alteração da destinação para fins da aplicação da Redução da base de cálculo

(RICMS/SP, Anexo II, art. 52)

O benefício não se aplica às saídas destinadas a consumidor ou usuário final. O benefício não se aplicará às saídas destinadas a:

a) estabelecimento de contribuinte sujeito às normas do Simples Nacional;

b) consumidor ou usuário final.

(Decreto nº 65.255/2020)

O benefício não se aplicará às saídas destinadas a consumidor ou usuário final.

(Decreto nº 65.449/2020)

Produtos têxteis – Alteração do percentual de crédito outorgado

(RICMS/SP, Anexo III, art. 41)

É permitido o crédito de 12% sobre o valor da saída interna. O crédito será de 9,7% sobre o valor da saída interna.

(Decreto nº 65.255/2020)

O crédito será de 9% sobre o valor da saída interna.

(Decreto nº 65.452/2020)

Veículos novos – Majoração da carga tributária (complemento da alíquota)

(RICMS/SP, art. 54, X)

A alíquota é de 12% nas operações internas. A alíquota terá um complemento de 1,3%, passando a ter uma carga tributária de 13,3% nas operações internas.

(Decreto nº 65.255/2020)

A alíquota terá um complemento de 2,5%, passando a ter uma carga tributária de 14,5% nas operações internas.

(Decreto nº 65.453/2020)

 

Veículos usados – Alteração do percentual de redução da base de cálculo

(RICMS/SP, Anexo II, art. 11)

A redução é de 90%. A redução será de 69,3%.

(Decreto nº 65.255/2020)

A redução será de 78,3%.

(Decreto nº 65.454/2020)

 

DECRETO N° 65.454 / 2020 – SP

Altera o RICMS/SP, quanto à redução de base de cálculo nas operações com veículos usados.

 

DECRETO N° 65.453 / 2020 – SP

Altera o RICMS/SP, quanto à alíquota interna do ICMS aplicada nas operações com veículos automotores novos.

 

DECRETO N° 65.452 / 2020 – SP

Altera o RICMS/SP, quanto aos benefícios fiscais que especifica, concedidos nas operações com carne, queijo e produtos têxteis.

 

DECRETO N° 65.451 / 2020 – SP

Altera o RICMS/SP, quanto aos créditos outorgados em operações com carnes e demais produtos comestíveis resultantes do abate de animais.

 

DECRETO N° 65.450 / 2020 – SP

Altera o RICMS/SP, quanto ao crédito outorgado do ICMS concedido na aquisição de leite cru para produção de queijo ou requeijão e nas saídas de leite longa vida e de iogurte e leite fermentado.

 

DECRETO N° 65.449 / 2020 – SP

Altera o RICMS/SP, quanto a redução de base de cálculo para produtos têxteis, conforme especifica.

 

Por: Edivan Morais da Silva – Coordenador Tributário na ASIS

  Voltar ao Blog

Deixe seu comentário

SPED News | Todos os direitos reservados.